A Igreja, povo de Deus no mundo, como comunidade de fiéis, tem necessidade de mensageiros, pessoas chamadas por vocação, que em nome de Cristo e com o seu amor, mantenham a unidade e velem pela fidelidade comum à fé.

O ministério eclesial sacramental tem três níveis: os bispos, os presbíteros e os diáconos.

Todos participam no sacerdócio de Jesus Cristo: o seu ministério funda-se n’Ele; são representantes da Igreja.
São escolhidos dentro da comunidade e destinados a servi-la. Por isso, são ordenados para o seu ministério.

  • bispo dirige uma diocese. Na diocese, o bispo é responsável pela proclamação do Evangelho, do culto divino e da solicitude para com os pobres. Como sucessores dos apóstolos, os bispos decidem a quem vão confiar um ministério na Igreja; ordenam diáconos e presbíteros. O primeiro, é o bispo de Roma, o Papa, o sucessor de Pedro, ao qual o Ressuscitado confiou o seu rebanho (Jo 21,15-17).
  • presbítero (chamado vulgarmente sacerdote ou padre) é ordenado pelo bispo. Investido do pleno poder de Jesus, guarda e dirige a comunidade cristã que lhe é confiada. Proclama e explica o Evangelho, preside à celebração da Eucaristia e administra os sacramentos. No rito da ordenação, o bispo unge-o e impõe-lhe as mãos. O presbítero promete, solenemente, obediência ao seu bispo.
  • diácono, auxiliar do bispo e do presbítero, é também ordenado pelo bispo e destinado ao serviço da diocese e da paróquia.